• Confira todas as noticias da Mother Monster // Check out all Lady Gaga latest news

    Monsters all around the world

    21 de jun de 2010

    Parte da matéria da Rolling Stone



    Lady Gaga expõe seu coração – e muito mais – na capa da nova edição da Rolling Stone, à venda nas bancas Quarta-feira, junho 23. Na entrevista mais extensa que a estrela pop já concedeu, ela fala sobre o rompimento que inspirou a transformação de Germanotta em Gaga, a sua complexa relação com seu amado pai e da música em seu próximo álbum. Lady Gaga diz que ao editor Neil Strauss que Arte é vida e não ser forte não é uma opção: “Quando eu acordo de manhã, me sinto insegura como qualquer outra garota de 24 anos de idade”, diz ela. “Então eu digo: ‘Vadia, você é Lady Gaga, levante e faça tudo que é pra fazer hoje”.

    Em uma entrevista no backstage antes e após um de seus gigantescos shows da Monster Ball na Inglaterra, Gaga admite que não teria sido tão bem sucedida se não tivesse seu coração partido por seu namorado de East Village, há cinco anos, e que “o sexo, certamente, não uma prioridade no momento. “Sua prioridade é, e tem sido, a relação que ela construiu com seus fãs. “Se eu estivesse constantemente, Deus me livre, me machucando no palco e meus fãs estivessem gritando fora do hospital, esperando por mim sair, eu sairia como Gaga“, diz ela, acrescentando que molda sua ‘celebridade’ em Michael Jackson. “Michael se queimou, e ainda assim levantou sua luva brilhante tão alto para que seus fãs pudessem ver, porque ele estava na arte do Show Business. Isso é o que fazemos. Eu nem sequer bebo água no palco na frente de ninguém, porque eu quero que eles se concentrem na fantasia da música.”

    Gaga também revela alguns detalhes profundamente pessoais pela primeira vez, incluindo o seu pesadelo recorrente envolvendo um fantasma e uma menina loira amarrada com cordas. “Ela usava meus sapatos do Grammy”, disse Gaga. “Vai entender – sua psicopata”. Quando é apresentada a idéia de que seu comportamento indica que é uma sobrevivente de uma experiência traumática, Gaga diz que limites para o que ela vai discutir em público. “Você tem que ser cuidadoso sobre o quanto você revela às pessoas que têm você como exemplo.”

    Apesar de um susto com a saúde (ela atualmente não têm lúpus, mas a doença é comum em sua família) e fazendo shows sem parar, Gaga não perdeu a sua inspiração criativa –está atualmente terminando seu novo álbum e fazendo o design de produção e concepção da sua próxima turnê. Gaga planeja anunciar o título de seu novo álbum – previsto para o início do próximo ano – à meia-noite na véspera do Ano Novo. “Eu acho que vou tatuar o título do álbum em mim e postar a foto”, diz ela. “Estive trabalhando nele por meses, e eu sinto firmemente que terminou agora. Ele veio tão rapidamente. Alguns artistas levam anos. Eu escrevo música todos os dias “. Quanto ao assunto da música, Gaga diz que tem trocado compor canções sobre sua busca pela fama para a elaboração de músicas com raiva, talvez até com inclinação política. “Por que ainda estamos falando do “Don’t Ask, Don’t Tell*?“, diz ela. “É tipo…Em que porra de ano estamos mesmo? Me deixa louca! Tenho feito por 3 anos ‘bolos’ – e agora vou fazer um bolo que tem uma geléia amarga. A mensagem da nova música já está mais amarga do que era antes. Porque quanto mais doce o bolo, mais amarga a geléia pode ser. “

    NOTA: *Don’t Ask, Don’t Tell [Não pergunte, não conte]: É o termo usado para caracterizar a política Estadunidense que junta esforços para revelar homossexuais nas Forças Armadas americanas.

    Fonte: ladygagabrasil e gagadaily

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

     

    About

    Nome : News Of Lady Gaga, Sigla: NLG, Versao : 1.0 Kill The Bitch (nova versao a cada 2 meses)